Filhote de cachorro se coçando | Como eliminar pulgas e carrapatos em filhotes?

Como eliminar pulgas e carrapatos em filhotes?

Os filhotes rapidamente se tornam membros de uma família. Eles ganharam espaço não só dentro das casas dos brasileiros, mas também no mercado de consumo e saúde animal. Com isso, surgiram a demanda e as soluções de como eliminar pulgas e carrapatos.

O Mundo Pet movimenta milhões de reais todos os anos e conta com uma vasta variedade de serviços e produtos. O fato é que muita gente gosta e tem um cão de estimação e, independentemente do tamanho ou da raça do bichinho, os cuidados são os mesmos e vão além das consultas e exames no hospital veterinário.

Cuidar da alimentação, levar para passear, manter a caderneta de vacinação em dia e, principalmente, garantir a higiene do companheiro são ações fundamentais.

O hábito é essencial, não só para manter o bem-estar do animal e evitar odores ruins, mas também por uma questão de saúde, já que a falta de cuidados com a higiene pode favorecer o aparecimento de pulgas e carrapatos em filhotes.

Como os filhotes pegam pulgas e carrapatos?

O carrapato e a pulga estão no ambiente, nos locais que o animal frequenta – internos ou externos. O cachorro não é o responsável pelo surgimento dos parasitas, mas pode auxiliar na transmissão. Sendo assim, um cão que frequenta uma área com grama alta, por exemplo, pode pegar carrapato, que pode procriar e se espalhar.

Estes bichinhos “pulam” de cão em cão, literalmente. Conseguem se propagar com facilidade e infestar muitos animais se não houver um controle. Por isso a importância de cuidar da higiene. Mas atenção: se o seu cãozinho for um filhote, só o leve para o petshop depois de aplicar todas as vacinas recomendadas.

Como eliminar pulgas e carrapatos dos filhotes

Uma única pulga é capaz de colocar 300 ovos por dia e adora os animais de estimação. Ela prefere ter contato com corpos que tenham entre 38,3 e 39,2 graus de temperatura. Geralmente, a nossa temperatura corporal oscila entre 35,5 e 36,6 graus, o que faz dos humanos a “última opção como hospedeiro” de pulgas.

Ao observar que o seu cãozinho está se coçando muito, examine o pelo dele de perto e observe. A melhor forma de evitar a pulga é com o uso de algum medicamento, que deve ser indicado por um médico veterinário. Também é comum o uso de coleiras antipulgas e até mesmo pipetas que são aplicadas na região do pescoço do animal.

Buscar um profissional responsável é uma dica importante para garantir a eficácia do tratamento. O Hospital Veterinário Chipi Care é um dos mais completos e modernos do segmento. Sediado no Rio de Janeiro, oferece vários serviços para animais domésticos e até silvestres.

O pesadelo dos carrapatos

Outro incômodo ao qual os filhotes estão sujeitos é o carrapato. A praga é mais fácil de ser vista entre os pelos do cão em comparação com a pulga. O parasita ataca em qualquer época do ano, mas é durante o verão que ele se reproduz em maior número.

Vale lembrar que nem todas as espécies de carrapatos transmitem doenças, e é comum que, além do filhote, os carrapatos também ataquem os humanos. Nos cães, além de provocar a irritação no local em que está alojado, ele pode provocar paralisia e anemia.

A melhor forma de combater o carrapato é manter limpos os locais que seu cão frequenta em casa. Se sair para o ambiente externo com o pet, evite regiões com mato e sempre avalie os pelos do animal de perto.

O médico veterinário é um grande aliado para a saúde do animal. Realizar consultas periódicas também é importante para evitar possíveis complicações, que podem colocar em risco a vida do seu novo companheiro. Por isso, procure por locais especializados e que ofereçam um serviço de qualidade. No Rio de Janeiro, o Hospital Veterinário Chipi Care é referência.

Comments are closed.